Rede de Comunicação Brasil-Alemanha começa a ser formada

 

Com torre torta, cidade alemã quer se tornar tão famosa quanto Pisa

A torre de Bad Frankenhausen cede 6 centímetros por ano
A pequena Bad Frankenhausen quer transformar a torre da igreja local numa atração turística famosa no mundo todo. Para isso, terá de investir 1 milhão de euros na restauração da torre, que tem 4,5 metros de inclinação.

A pequena Bad Frankenhausen, no estado alemão da Turíngia, quer oferecer concorrência à italiana Pisa quando o assunto é torres tortas. Para isso, a câmara municipal aprovou a compra da torre da igreja evangélica local, que se inclina seis centímetros por ano e está ameaçada de ruir.

"A visão que temos é que, daqui a 10, 15 anos, quando as pessoas falarem em torres tortas no mundo, elas não vão falar apenas de Pisa, mas também de Bad Frankenhausen", declarou o prefeito Matthias Strejc à emissora alemã MDR.

A cidade de 9 mil habitantes quer agora restaurar a torre e espera que ela se torne uma atração turística. Uma reforma estimada em mais de 1 milhão de euros está prevista para começar em 2012.

Prefeitura sonha que a cidade se tornará tão famosa quanto Pisa, na Itália

A torre da igreja Oberkirche de Bad Frankenhausen, no centro da Alemanha, é mais torta que a famosa de Pisa, na Itália. A torre de Bad Frankenhausen está quase 4,5 metros fora de seu eixo, cerca de 0,5 metro a mais do que a inclinação da torre de Pisa, com praticamente a mesma altura de sua prima germânica. Apenas nos últimos dois anos, a torre alemã cedeu seis centímetros por ano.

Custosos projetos de resgate para o monumento inclinado haviam falhado até o momento. Agora, os vereadores da pequena cidade na Turíngia finalmente aprovaram a compra e a reforma com apertada maioria: nove votos a favor, sete contra e três abstenções. A aquisição da torre custará a quantia simbólica de 1 euro.

Para as primeiras medidas de segurança, a igreja evangélica disponibilizou 150 mil euros, os quais estavam programados para serem utilizados na demolição. Além disso, a câmara municipal e um grupo de financiadores doarão 50 mil euros cada um. Para os custos adicionais, o município espera arrecadar novas doações.

"Inicialmente, a torre receberá um prazo de misericórdia", disse Strejc. Caso o dinheiro necessário não chegue, o marco de Bad Frankenhausen terá de ser demolido em 2014. O governo estadual negou apoio financeiro ao projeto.

LPF/kna/dpa
Revisão: Alexandre Schossler







Copyrigth © 2007 Todos Direitos Reservados